Cuidados com o cachorro no inverno

Cuidados com o cachorro no inverno

O inverno é uma estação que pode causar desconforto não só em humanos, mas também nos cachorros de estimação. No entanto, a ideia de proteção térmica não é a mesma para cães e pessoas e, no caso dos pets, isso tem a ver com metabolismo, quantidade de pelos e calorias ingeridas.

Roupinhas, casinhas protegidas e até gordurinhas extras podem ser boas formas de o seu bichinho não sentir tanto os efeitos do frio nesta estação do ano.

Como protegê-los?

É possível que, por conta do isolamento social e da diminuição da quantidade de passeios, seu cãozinho de estimação tenha ganhado um pouco de peso. Se o ganho foi de até 15% de massa corporal, você não deve se preocupar, pois esse pequeno excesso pode proteger o animal das baixas temperaturas desta época do ano.

Cães que passam a maior parte do tempo e as noites do lado de fora da casa devem ter sua camada de gordura reforçada, por meio do uso de rações mais energéticas e calóricas, sempre indicadas pelo seu veterinário.

Mas, se o ganho de massa ultrapassar a porcentagem de 15%, então é preciso adotar uma dieta adequada (também com acompanhamento veterinário), para que seu pet não sofra de obesidade.

O uso de roupinhas preferencialmente de tecidos leves e malhas também pode ser bastante útil, sobretudo no caso de raças com pouco ou nenhum pelo, assim como para as de pelo baixo.

Cães peludos

Os cuidados com cães peludos devem se atentar ao embaraço dos pelos, às pequenas feridas e aos fungos que podem aparecer, tanto por conta do abafamento causado pela roupa, quanto pelas feridas.

Se o cuidado não for tomado, uma coisa pode levar à outra: roupas roçam nos pelos e os embaraçam; o calor e o emaranhamento podem causar bolor, que pode causar coceira intensa, gerando feridas.

Embora os cachorros de pelos mais cheios possam estar mais protegidos no inverno, o ideal é manter os pelos de seus pets mais baixos para evitar esses problemas.

E as casinhas, protegem?

Sem dúvida! Mas alguns cuidados devem ser tomados.

Se seu pet fica fora de casa, é preciso optar por um modelo com teto, que o proteja do vento e da chuva. Já as cobertas e os panos dentro da casinha devem ser renovados periodicamente para não criar fungos e, com isso, aumentar o risco de doenças no seu cãozinho.

Se seu pet vive na companhia da família dentro de casa, você pode escolher entre os diversos modelos de casinhas existentes, para que ele tenha o seu próprio espaço de proteção em dias de frio intenso. O importante é que elas sejam confortáveis, laváveis e possuam uma camada de espuma para isolar o frio que vem do chão. Essas camadas costumam se desgastar com o tempo, portanto, procure conferir se elas não precisam ser trocadas de um ano para o outro.

O Instituto e as Clínicas Apaixonados por Quatro Patas estão prontos para orientar você sobre como manter seu bichinho de estimação protegido e sobre a melhor forma de mantê-lo sempre quentinho. Acesse nosso site.